Ogrices – Polícia

Vamos começar assim:

Dizem que ela existe208742
Prá ajudar!
Dizem que ela existe
Prá proteger!
Eu sei que ela pode
Te parar!
Eu sei que ela pode
Te prender!…

O papel da polícia sempre foi algo intrigante para mim, inicialmente como uma criança eu via eles como algo único, capazes de prender os bandidos, ajudar as pessoas e resolver os mais loucos crimes do mundo, o comissário Gordon nunca apareceu nessa minha visão de paraíso e a minha primeira decepção com “os canas” foi descobrir a falta de capacidade investigativa, já que quando roubaram o carro da minha mãe (eu devia ter uns 7 anos) o cara pouco se importou com a nossa descrição do ladrão ou com o fato de que ele não estava de luvas e deixou impressões por todos os cantos.

Então chegou a minha adolescência, não preciso nem explicar muito já que cabeludo e com roupas rasgadas andando de madrugada nos bares de rock eu era um alvo óbvio para os policiais, mas descobri em pouco tempo que nem todos eles eram dispostos a ajudar de fato, a abordagem é de fato séria e ríspida, mas porque seria diferente? Eles tratam o dia inteiro com muitos bandidos e pessoas que colocam a integridade deles em risco, então sempre consegui compreender isso e responder com a devida educação e respeito, evitando assim problemas durante a vida toda, seja na rua, em estádios de futebol ou até mesmo em protestos, nunca tive nenhuma situação aonde me senti oprimido. Sei que existe de tudo, existem os bons policiais e existem os corruptos e essa divisão infelizmente vai acontecer sempre, o problema é que a nossa impressão é cada vez mais pessimista, já que geralmente os bons são escondidos frente aos péssimos exemplos.

Há pouco tempo atrás porém descobri uma situação engraçada, a Ana Laura, nossa escritora e minha esposa foi sempre uma pessoa absolutamente e honesta, cresceu em uma cidade mais tranquila do que São Paulo e acabou não passando por situações com a polícia como eu passei, portanto frente a um policial que a intimidou sem necessidade ela não conseguiu manter a calma, e se embananou toda citando os seus próprios direitos, acabou que tudo estava errado, o policial estava no local errado e não tinha NADA haver com a gente, quando outro policial finalmente se deu conta de que ela não estava tentando enganar ele e  sim estava nervosa com a situação geral tudo acabou indo bem, mas o grande problema foi a imagem dela da policia, uma pessoa honesta que sempre imaginou bons policiais nunca se imaginou pressionada e ameaçada.

A nossa percepção da polícia muda conforme os anos, infelizmente o encanto com um serviço que deveria ser nosso porto seguro é passageiro, mas isso não significa que dentro da instituição não existam bons policiais, duas coisas deveriam mudar urgentemente no treinamento da nossa policia, o tratamento ao cidadão que deveria ser cordial e a intimidação que chega a ser uma violência para o cidadão de bem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.