Octopus Mom – Ser mãe é… Dose!

Mãe polvo?! Jura mesmo?! Juramos, já que somos duas. E queremos reiterar que não, nunca será um termo batido. Porque cada mãe* que nasce nunca soube antes disso a quantidade de braços que mora dentro dela. Não somos mutantes mas temos oito braços, as vezes mais. Também aumentaram o coração, a paciência, a consciência e tudo. É na verdade mudou tudo.

Kraken

Somos mães estreantes e decidimos dividir uma coluna sobre este acontecimento que nos transformou de maneira que nunca acreditamos ser possível. Aqui vamos desanuviar felicidades, agruras e demais idiossincrasias do mundo dos pais de primeira viagem. E para começar eu gostaria de falar sobre o termo MÃE.

Ser mãe não é apenas carregar um filho nove meses na barriga e parir no mundo. Existem as mães “completas” que fazem o processo inteiro, mas, não obstante, as demais mães não são menos completas. Mães adotivas, pais mães, mãe vø… Mãe é um sentimento, é uma forma de amor que se desenvolve a partir do momento em que você ama uma criatura pela qual é capaz de dar a vida sem pedir nada em troca.

Ser mãe é aguentar a dose. Então, quando aqui houver o termo MÃE saiba que: estamos falando de nós, mãe do Caique  e mãe da Valentina, dividindo nossas experiências, mas nunca julgando. E contamos com a troca de informação para enriquecer nossa gama de conhecimento sobre o tema e seus desdobramentos. Aqui toda mãe é bem vinda!

Imagem de Gaks.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.