Haja Amor – Felizes para sempre

Na efemeridade dos relacionamentos modernos o felizes para sempre parece mesmo coisa de cinema… Nesta semana meus pais completaram Bodas de Azeviche por seus 43 anos de casados! Isso já dá um pra sempre e tanto, não? Ao mesmo tempo em que parece uma realidade cada vez mais utópica.

placa-felizes-para-sempre

Você pode dizer que antigamente a durabilidade era injusta… Que muitas pessoas se obrigavam por imposição social, outras por necessidade e desfiar O novelo. Verdade. Antigamente era terrível você se separar e as pessoas tendiam a suportar mais…

Mas a liberdade da efemeridade de hoje não representa felicidade. As pessoas continuam infelizes, empurrando com a barriga relacionamentos fracassados… Até mesmo violentos. A diferença é que ficam pulando de um pra outro.

Ainda temos extrema dificuldade com o amar, que envolve permitir, ceder, doar e outras ações que não gostamos de praticar, por vezes por considerarmos fraquezas. 

Neste momento de reflexão me vem à mente: a amiga que tira foto das garrafas em casa pra mandar pro bofe achar que ela tá abafando na balada; o amigo que não desapega do que acabou faz tempo; a amiga que não valoriza o recém casamento achando que é só fazer as malas que arruma outro porque não tem que aguentar… (Além de todas as bobagens que eu mesma já fiz)

As pessoas seguem sonhando e buscando (haja Tinder) seus finais felizes, querem porque querem a tal felicidade infinita dos contos de fada, mas não querem nunca fazer a sua parte. Não realizam que não é a possessão, nem a paixão, nem o tesão, nem o romantismo, menos ainda o ciúme, o drama…

Os relacionamentos moram na amizade, no companheirismo, na afinidade de valores e nos objetivos de vida. Nas agruras da rotina e nas risadas dos bons momentos. Altas bodas são exemplo de parceria, de quem comeu muito sal junto nesta vida. De que é preciso entendimento.

Aos meus pais: O eterno agradecimento pelo exemplo de perseverança; pelos ensinamentos sobre casamento e família; e pelo carinho que se dispensam. Desejo sempre que a paciência e a amizade permaneçam nesta longa estrada do seu felizes para sempre.

A vocês: tenham mais jogo de cintura, mais dedicação e mais atenção em seus relacionamentos. Ainda existem finais felizes para quem constrói. <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.