Entre Cafés – O Chamado do Cuco

O meu aniversário passou e eu já ganhei até homenagem dos colegas aqui do Brasa, mas ainda não parei de comemorar e continuo falando aqui de livros queridinhos. Pra fechar o mês com amor no coração um livro que me surpreendeu, uma autora que eu curto desde os meus 13 anos e dois personagens que você não pode deixar de adorar. Novembro se vai e eu conto como foi O Chamado do Cuco de Robert Galbraith, ou se você preferir, simplesmente J.K. Rowling.

IMG_20140211_164010

O Motivo: J.K. Rowling é uma autora querida desde que li Harry Potter e a Pedra Filosofal aos 13 anos. Você pode até achar que ela não é uma autora incrível, mas a verdade é que acompanhei a série com carinho até o final e por isso não poderia deixar de conhecer os outros trabalhos de quem encantou minha adolescência. Eu já havia lido Morte Súbita e me senti quase obrigada a ler O Chamado do Cuco quando soube que era um romance policial (já mostrei o quanto adoro o gênero aqui). O próprio fato de ela ter escolhido usar um pseudônimo indicava que o livro teria um clima diferente e  eu precisava conferir.

O Livro: Cormoran Strike é um detetive particular com uma série de problemas pessoais e dívidas para pagar quando lhe acontecem duas coisas: a agência de funcionários temporários lhe envia uma nova secretária que parece ter habilidades investigativas  e o irmão de uma modelo famosa lhe oferece um valor generoso para investigar a morte suspeita da moça, que foi classificada pela polícia como suicídio. Strike e a secretária Robin tem que mergulhar nas intrigas do mundo da moda para descobrir quem poderia assassinar uma modelo seguida de perto por paparazzi sem ser visto ou deixar rastros.

Vale a pena?: Num mundo onde eu desse notas pros livros entre um e cinco O Chamado do Cuco ganharia cinco canecas de café docinho. Eu sou fã de um mistério com solução, adoro perseguir detalhes, ver suspeitos sendo investigados e imaginar teorias e a trama apresenta todas essas possibilidades aos leitores. Você duvida das testemunhas, dos amigos, das provas e até duvida que o crime tenha acontecido.Entretenimento puro e noites mal dormidas pra não desgrudar do livro.

Pra acompanhar: A autora e os personagens são britânicos mas chega de chá! Eu indico uma caneca generosa de café coado em casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.