Brasa Play – Halo 5: Guardians

Ao se falar em Halo logo nos vêm a cabeça Xbox e Master Chief, normal  já que a franquia é o carro chefe do Xbox, vendeu mais de 65 milhões de cópias até julho de 2015 e agora com o lançamento dessa nova sequência deve facilmente chegar a 70 milhões de cópias.

Halo 5: Guardians é o primeiro jogo inédito da franquia a chegar ao Xbox One fazendo com que o título tenha uma enorme responsabilidade tanto do ponto de vista técnico quanto em seu enredo, responsabilidade essa que a 343 Industries assumiu e não nos decepcionou.

A história é uma continuação direta dos eventos de seu antecessor Halo 4 e se centra no Spartan Locke, que teve uma mini-série chamada Halo Nightfall explicando um pouco da sua história; junto com a sua equipe Osiris ao receber a difícil missão de trazer Master Chief e seu esquadrão Blue Team de volta já que estes desobedeceram ordens e foram atrás da Cortana.

Vivi essa aventura em seu modo mais difícil: o modo Lendário! Na minha opinião o modo oferece um desafio razoável mas que exige muita atenção em tudo o que ocorre ao seu redor porque uma leve olhadinha para o lado pode fazer você perder bons minutos de avanço, abaixo segue um breve vídeo de meu gameplay em um Boss que verão muito durante sua jornada.

Meu veredito final é que ele cumpre o que promete agradando aos fãs e recém chegados a franquia, trazendo visuais impressionantes com aquela maravilhosa fluidez de 60 FPS que nós gamers tanto amamos, aliado a  uma excelente trilha sonora, uma história que te prende ao sofá e a possibilidade de jogar a campanha com seus amigos via Xbox Live. Mesmo assim nem tudo são flores temos alguns problemas como: queda de FPS durante cutscenes, fraca inteligência artificial dos aliados e uma dublagem que decepciona (eu, particularmente, não gostei devido a dessincronização labial).


Pontos fortes:

  • Trilha sonora envolvente de alta qualidade.
  • Gameplay fluído em 1080p à 60 FPS.
  • Introduçao do Co-Op via Xbox Live.
  • Jogabilidade Aperfeiçoada. 
  • Cenários estonteantes.
  • História envolvente.

Pontos Fracos:

  • Sem opção de mudar pro idioma original facilmente.
  • Dublagem com erros de sincronia labial.
  • Fraca Inteligência Artificial dos aliados.
  • Cutscenes com quedas de FPS.

#FreePost
Este post não é patrocinado e os produtos citados são opções de consumo do próprio autor. As marcas mencionadas não tem nenhum tipo de relacionamento com o blog, ou a coluna em questão.

2 thoughts on “Brasa Play – Halo 5: Guardians

  1. Obrigado Josiane, que bom que gostou. Essa foi apenas o começo, espero que continue acompanhando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.